top of page

SOBRE O DIREITO DE SER UMA MULHER FEMININA

Atualizado: 29 de dez. de 2022

Em meio a uma multidão de pensamentos feministas lançados a todo o momento por meio de militâncias no instagram, no facebook e no nosso dia a dia, os quais eu, mesmo sendo cristã, concordo em gênero, numero e grau.


Reconheço, admiro e honro a todas as nossas acestrais que lutaram para que a gente pudesse conquistar a liberdade, o respeito e a igualdade.

É verdade que muitas de nós continuamos esta luta, que não está vencida e ainda precisa de muitas mulheres fortes e empoderadas avançado espaços na nossa sociedade.Mas a verdade é que muitas vezes na nossa história as mulheres precisaram se igualar aos homens nessa busca pelo respeito. Como se mulheres forte não pudessem ser femininas. Não faz sentido. não acham?


Não é a toa que em meio a toda essa expansão do empreendedorismo feminino, a peça de roupa que representa a mulher bem sucedida é o blazer ou até mesmo a camisa. Duas peças do guarda roupas masculino.


Não estou dizendo que as peças de roupas têm genero, muito menos desmerecendo toda a classe e elegância que o blazer ou a camisa carregam. Mas porque será que o nosso símbolo é uma peça que veio do guarda roupas masculino?


Também já ouvi muitas mães trazerem a tona a valorização da mulher, mãe, no seu ambiente de trabalho, como se nós não dessemos conta de cuidar de uma carreira e de uma família, ou ainda pior, como se tivéssemos de dar conta de uma carreira fingindo que não temos uma família.


Nós temos o direito de ser femininas, se assim acharmos necessários, em nossas maquiagens, na escolha dos nossos looks, nos produtos de beleza que utilizamos, na maneira que escolhemos levar as nossas vidas. E isso jamais vai descredibilizar a nossa luta por respeito, igualdade e liberdade.


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page