top of page

O MEU ESTILO

Atualizado: 29 de dez. de 2022

Uma das minhas professoras favoritas durante o curso de Design de Moda, costumava repetir a seguinte afirmação "a moda passa, o estilo prevalece". A internet insiste em afirmar que a frase original foi dita por Gabrielle, conhecida por Coco Chanel, sim, a idealizadora da Maison francesa. ]


O fato é que a frase continua atual, moda e estilo, por incrível que pareça, são coisas diferentes (não a toa, antes de o curso se chamar Design de Moda, levava o título de Moda e Estilo).


A moda como conhecemos é movida pelas tendências, e muda, é sim passageira, a cada nova estação as passarelas, as vitrines e as telas dos nossos computadores nos bombardeiam com novas propostas para o nosso vestir. Hora a calça é de cintura alta e reta, daqui a pouco a cintura é baixa e a calça é pantalona. Carrot, flare, mom, são inumeras as definições para todos os modelos de calças que são lançados incessantemente por todas as marcas do mercado.


O estilo, por sua vez, é permanente. Podemos entender o estilo a partir da teoria dos 7 estilos Universais, segundo a teoria, todos os estilos se encaixam em 7 padrões, são eles: romântico, sexy, clássico, dramático, esportivo, sofisticado e criativo. A estética dos estilos pode mudar conforme a moda vai passando, e novas tendências vão sendo lançadas no mercado, mas é como se a essência deles não mudasse. Eles são um conceito, de uma mensagem que nos transmitimos ao escolher qual a combinação de peças do vestuário vamos vestir naquele dia.


Eu, particularmente, não sou muito fã da teoria dos 7 estilos universais. Ok, pode ser que eu não tenha estudado ela a fundo e por isso não tenho propriedade para falar sobre. Verdade! Mas o fato é que existem, e sempre existiram, outras palavras para denominar os estilos que vão se criando através dos tempos. Confy, Chic, Folk, Country, Hippie, Gypsy, Glam, são alguns exemplos dessas definições. Uma pessoa, ao longo de sua vida, pode se beneficiar de diversas tendências momentâneas, mas, dentro de seu tempo, provavelmente, se estudada a fundo, vai se encaixar em algum estilo em voga de sua época. Ficou complexo né?


Enfim, não quero utilizar este espaço para defender ou descontruir teorias, o fato é que, ao longo dos meus 10 anos estudando e observando a moda, consegui descobrir algumas coisas sobre o meu ponto de vista quando o assunto é design. Não vou negar que me apaixono sim pela moda tradicional, a lançada pelas Maisons Europa à fora. Mas, apesar disso, eu since sempre tive um pé nos movimentos alternativos.


Eu amo tudo o que é folk, country, hippie, etnico, relacionado a natureza, o surf, os movimentos organicos, a sustentabilidade, tudo o que é colorido e recheado de detalhes. Enfim, provavelmente esse blog não vai te deixar por dentro das tendências mundiais, não de todas elas. Mas eu quero te trazer uma visão peculiar sob a moda, e o design como um todo. Pra você que, assim como eu, ama esse universo ou, quer descobrir qual são os estilos que fazem o seu coração bater mais forte.








1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page